terça-feira, março 02, 2010

Carta ao Senador Geovani Borges

"Senador, coloquei no Twitter esta minha opinião:

jovibarboza

É um RETROCESSO, Sen. Giovani Borges, acabar com o Exame de Ordem da OAB.Deveriam criar semelhantes para outras profissões. Usem a cabeça!!!

Senador, sua opinião hoje pela CBN, com Herodoto Barbeiro, foi um dos maiores absurdos que já ouvi. O Senhor vai queimar sua classe com esse tipo de opinião infundada. Pensa bem. Quando o Senhor fala que o MERCADO é que vai selecionar o mau profissional, o Senhor transfere a responsabilidade do mau exercício da profissão para o usuário dos serviços, pois para que o MERCADO selecione o "mau" profissional, ele tem que errar e errar muito. E na Advocacia, o erro demora cerca de 5 anos para aparecer publicamente ou para que a OAB receba uma reclamação do cliente. Isto é contra o sistema nacional de defesa do consumidor.

O Senhor está defendendo os interesses de um pequeno grupo e determinando a possibilidade de uma "catástrofe" para todos os usuários do Serviços de um mau profissional. A OAB é autoridade para isto, para a administração do Exame da OAB, porque existe uma Lei, a Lei n. 8.906/94. Portanto, não é inconstitucional não! O Senhor é que é inconstitucional, por falar tudo que falou no Rádio, sem qualquer fundamento lógico!!!

Senador, o fato de as outras profissões não se condicionarem da mesma forma é falha dos Senhores "legisladores", pois a ausência de leis para as outras profissões, para nelhorá-las, é demonstração de que os legisladores, ao invés de aperfeiçoar o processo de formação do profissional (de outras profissões), quedaram-se inertes, sem fazer nada, e agora o Senhor vem falar em inconstitucionalidade!!! Inconstitucionalidade é um médico se formar e não precisar responder questões sobre a Ética Profissional antes de exercer o seu "munus" e, depois, estuprar clientes, transar com menores em seu consultório etc. Isto é inconstitucional!!! É contra os Direitos Humanos, é contra a dignidade da pessoa humana (CF, Art. 1o., III), é contra o Direito do Consumidor...

Senador, sejamos inteligentes, vamos melhorar o País e não piorá-lo. O estudante que sai da faculdade e tem medo de enfrentar o Exame de Ordem não está preparado para enfrentar e atender as necessidades do mercado (que na Advocacia, não é mercado, Senador, pois a Advocacia é um "munus" e não uma atividade mercantil). O Senhor precisa estudar um pouco sobre isto.

Senador, sou Advogado, há mais de 10 anos, não me arrependo de ter feito o Exame de Ordem. Sou Professor Universitário (de Direito) e falo nesta condição: é um RETROCESSO pensar em acabar com o exame. Faça exatamente o contrário: pense em estabelecer a obrigatoriedade de Exame de outras profissões. O CFC tentou, colocou um Exame de Suficiencia, que foi derrubado porque não havia lei. E eu, Senador, que também sou Contador, por coincidência, passei naquele único exame do CFC. Senador, temos que pensar em fazer as pessoas melhorarem e não "facilitar" a despreparação de maus profissionais que podem colocar em risco a vida das pessoas (isto é inconstitucional).

Se acredita em Deus, Senador, pense um pouco e mude de idéia!!!

Atenciosamente.

Jovi Barboza
(011)3101-4200
(044)3029-5439"

Devemos tomar muito cuidado com o nosso voto. Saber quem são os SUPLENTES DE SENADORES, pois este Senhor é um Suplente (o Senador é o seu Irmão).

4 comentários:

Anônimo disse...

fica calado porra, o senador Geovani Borges esta certissimo, fica na tua.

Jovi Barboza disse...

Anônimo, identifique-se. Você está mais errado do que o Senador, pois a Constituição Federal proibi o anonimato. Você não tem coragem de se identificar? Só porque do jeito que fala está demonstrando tom de ameaça? e nem sabe o que está falando, seu molenga.

Anônimo disse...

O Senador está certo, agindo dentro da constituição. A OAB está infringindo o direito de um cidadão. Se ela não se lembra, existe o Tribunal de Ética para julgar o bom profissional ou não.
Nós pagamos a faculdade cara, e depois não podemos trabalhar! Isso é um injustiça, não temos os direitos iguais aos outros bacharéis.

Jovi Barboza disse...

Comentários anônimos são próprios das pessoas que não respeitam a Constituição Federal. A Constituição, em seu art. 133, fala que o ADVOGADO é indispensável à administração da Justiça (não o Bacharel). Para ser Advogado, é necessário passar no Exame de Ordem. E quem é contra o Exame de ordem, é porque não tem capacidade de ser ADVOGADO. Ainda mais, quando faz comentários anônimos, o que fere o art. 5o., inciso IV (dê uma olhada e já comece aprendendo a ser um Advogado). Boa sorte!
Jovi Barboza